Beleza exterior

Posts Tagged ‘Supershock

Há algum tempo, a Avon mandou lá pra redação os rímeis mais bacanas deles, numa caixa super bonitinha e tals. Eles estavam lançando a máscara SuperExtend (então vocês veem que já faz uns dois meses, a pessoa adiantada, hahahaha), e logo pensei em fazer uma batalha comparando todas. Isso porque eu adoro as máscaras da Avon. Tipo, acho que é o melhor produto que eles fabricam, sabe. E daí queria saber se essas novas eram tão boas quanto as que eu já tenho.

Bom, então, depois de muito tempo, coloquei em prática, e nessa semana usei uma delas por dia, pra ver se cada uma cumpria o prometido e, no fim, qual é a mais bacana. E já tirei minhas conclusões. Quer ver?

Avon SuperExtend
Promessa: Um suuuuper alongamento de até 55% (como medir, néam?), com efeito cílios postiços e fibras especiais que promovem um efeito natural. É a prova d’água.

Realidade: Hmmm. Olha. Vou falar a verdade. Apesar de ser o lançamento, e ter essa coisa das fibras especiais (Q), não achei nada de cílios postiços aí. De todas, acho inclusive a mais “dia a dia”. Isso porque, de fato, é muito mais de alongamento do que de volume, então acho que acaba chamando menos atenção, especialmente se você já tem cílios mais longuinhos, como os meus. A textura dela é bem líquida, a mais líquida das três – tanto é que borrou na hora de aplicar. De qualquer forma, por ser à prova d’água, aguentou mais do que dignamente um dia de sol subsaariano, e mesmo assim não foi horrível de tirar.

Preço: 22,00

Avon SuperCurlacious

Promessa: O negócio aqui é dar uma suuuuper curvatura aos cílios, e mantê-la por tipo 12 horas. Ela também é à prova d’água.

Realidade: Essa foi a máscara lançada logo antes da Extend, e tem aquele aplicador curvadinho bem legal, sabe? Eu usei sem curvex e… Bom, não é que meus cílios não ficaram curvados. Mas não ficaram 100% MAIS curvados, como promete a Avon, sabe? E não segurou essa curvatura o dia inteiro, não. De qualquer forma, ela é só um tiquinho mais grossa na fórmula que a Extend, e também segura dignissimamente durante todo o dia, e também não é chata pra tirar. Ela já é mais legal (pra mim, que sou uma drag queen disfarçada), porque dá um tiquinho mais de volume.

Preço: R$19,00

Avon SuperShock

Promessa: Volume inteeeenso e imediato, fórmula com microfibras que se expandem (Q2)

Realidade: Olha, eu me sinto até meio mal, porque já imaginava como ia ser o fim dessa batalha, confesso. hahahahaha. Eu realmente AMO a SuperShock. É uma das minhas máscaras preferidas e olha que eu tenho umas 300. Então, claro que né. Eu fui lá, e comparei. Mas gente. A coisa do volume intenso é uma realidade real mesmo. Podem ver nas fotos como ela é a mais dramática das três. E, apesar de ser uma máscara de volume, ela alonga meus cílios mais que as outras! Como lidar, Avon? E ah, é a fórmula mais grossa de todas as três, não borra nada, apesar de não ser à prova d’água. Quer dizer. Amor em forma de tubinho.

Preço: R$19,00

Conclusão

Vejam bem, as três são boas máscaras, depende muito do seu estilo. Para as discretas, recomendo a SuperExtend. Ela é digna, só não é meu estilo. Mas vou usar, sim, talvez combinada com outras mais grossas (só cuidado pra não borrar na aplicação). A SuperShock pode comprar mesmo. O pincel grossão assusta (né, gente), mas gente, é só colocar no olho e passar uma camada e pá, linda, vai embora. Eu pularia a CurlAcious, porque acho um meio-termo meio sem graça, não faz muuuuito bem nem uma coisa nem outra, sabe?

Esse post vai ser bem rapidex, só pra mostrar pra vocês que é possível ser feliz usando maquiagem colorida e divertida durante o dia, para trabalhar mesmo! Isso aí, pessoal, sem medo de ousar.

E a cor da vez nos olhos é o amarelo, né? Então, aproveitei que eu tinha uma sombra da M.A.C, coleção Style Warriors (limitada, do ano passado), que quase nunca uso e pensei: vou me jogar. E me joguei. E olha o que aconteceu:

(A bem da verdade, essa foto foi tirada in the evening, quando eu cheguei em casa e retoquei o make. Porque de manhã eu tava sem a máquina. fuén fuén fuén.)

Bom, a foto é realmente só pra provar que é, sim, possível ser feliz e até, pasmem, discreta (bom, discreta nos meus parâmetros, okay), mesmo usando cor. O que eu fiz: usei a Bright Future* em toda a pálpebra, e depois, no cantinho externo e côncavo, fui com a Espresso, também da M.A.C (a mesma que passo na sobrancelha), esfumando. Tudo com o mesmo pincel gordinho, da Sigma, porque afinal, eu me maquio no táxi e só levo ele e mais um de blush na nécessaire.

Ah, pra iluminar usei a Rice Paper, mais clarinha, com o dedinho mesmo, na base da sobrancelha e cantinho interno. Na linha d’água, lápis bege Duda Molinos. O rímel é o Supershock da Avon, pelo qual me reapaixonei nos últimos dias.

Combo do make. Fácil, né? (A Espresso e a Rice Paper são as da esquerda na paleta!)

Combo do make. Fácil, né? (A Espresso e a Rice Paper são as da esquerda na paleta!)

Daí, o resto da maquiagem pode ser bem levinha. Eu usei blush em creme Vult (cor 03, um coral lindinho), base Studio Fix e batom Hug Me, ambos M.A.C. Só. Fácil, vai?

Ah: pra mais inspirações de como usar amarelo, tem essa galeria que eu fiz cheia de amor há algumas semanas.

E aí, deu pra perder o medo?

*Ah, sim: essa sombra não é a melhor e mais pigmentada do mundo, não. Pretendo logo logo adquirir a Bee, do Duda Molinos, que a Tania do Vanity Queens mostrou aqui.


Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 17 outros seguidores

Atualizações Twitter