Beleza exterior

Posts Tagged ‘sombra

Uma das últimas coleções lançadas lá fora pela M.A.C foi a Fashion Flower, e ela tem um apelo muito claro: é fofa. Hahahahaha! Bom, eu acho, pelo menos, já que as sombras têm um desenho muito lindo. E, à primeira vista, parecem também ter cores incríveis.

Aí encomendei, na Fabulous Store, as duas sombras que mais chamaram minha atenção, a Groundcover (que eu diria que é tipo um marrom acinzentado) e a Bows & Curtseys, um preto muito lindo, brilhoso e de fundo esverdeado. Comprei também o batom Ever Hip, coral lindo que eu queria possuir desde que foi lançado com uma embalagem maravilhosa. É edição limitada e, bom, me contento com minha embalagem normalzinha.

Minhas primeiras impressões? Gente, as sombras da M.A.C têm cores incríveis, de fato, mas a qualidade é muito irregular. Tentei fazer swatch da Groundcover e ela é tão pouco pigmentada que simplesmente não rolou; no olho, com primer, fica melhor, apesar de muito sutil. A Bows & Curtseys é melhor, mas ainda assim dá uma falhadinha, e na pele praticamente não dá pra ver o fundo verde. Meio decepção, sabe como?

Já o batom não me decepcionou em nada. Deve ser um dos tons de coral mais lindos que eu tenho! É super pigmentado e tem um acabamento que eu adoro, o cremesheen (que não é opaco, ele tem um pouco de brilho e é bem cremoso). Eu não fiz swatch porque não sei usar luz pra isso, então olhem que lindo ele é na boca da Christine, do Temptalia (vale dizer que é um dos únicos swatches que, nos lábios dela, ficam de fato parecidos com a cor do batom em mim!):

Vale dizer: ela, que sabe muuuuuuuuito mais do que eu, também fez swatches das sombras e teve impressões muito melhores que as minhas. Ela achou as sombras bem pigmentadas! Olha só as cores:

Imagem: Temptalia

Imagens: minha mesmo e Temptalia

Anúncios

Minha queridíssima amiga Carol se formou em novembro, e fez um pedido mais do que especial: que eu fizesse a maquiagem dela para o jantar de homenagem aos pais e para o baile. Morri de medo, porque né? A pessoa fica seis anos estudando (Medicina, pessoal, olha como ela é inteligente!) e daí você vai lá e faz uma maquiagem horrorosa e ela sai medonha em todas as fotos. Pensa. (Lembrando que não, eu não sou profissional.)

Mas respirei fundo, sugeri uma cor, ela topou, e fiz. E vim mostrar pra vocês como a Carol me obedeceu direitinho, não piscou na hora do rímel e acabou indo linda pro jantar (infelizmente na pressa não tirei foto da make da formatura, que inclusive ficou mais bonita).

É uma maquiagem simples, mas que acho que dá um super efeito. Usei só cores da paleta Naked, da Urban Decay: dourado no centro, marrom no côncavo, esfumando para cima em direção à sobrancelha, e marrom mais escuro marcando o “v” exterior. Também delineei levemente só com essa sombra marrom escura. Iluminando o arco, um bege opaco.

Nas bochechas, passei primeiro blush em creme – o número 2, da Vult, coral – e por cima o Melba, da M.A.C, um tom de pêssego. É um truque que ajuda o blush a durar mais, logo, ótimo para festas. A base foi da L’Acqua de Fiori, o corretivo Bege Claro Make B, O Boticário, pó Make Up Forever High Definition. Rímel Avon SuperExtend. Batom Marquise D, M.A.C (é uma edição limitada!) e por cima gloss Dazzleglazz Bare Necessity, também M.A.C.

No começo, eu nem ia fazer resenha dessa paleta de sombras, apesar de ela ser uma das minhas atuais obsessões de maquiagens. Não ia fazer por dois motivos: 1-achei que ela era edição limitada; 2-não vende no Brasil.

Bom, ela continua não vendendo no Brasil (hahahaha, oi, isso não posso resolver, desculpa), mas descobri dia desses, não lembro onde, que não é edição limitada. Só é difícil de achar e vive esgotada. Mas a Urban Decay repõe o estoque dela. O aviso no site da Sephora, por exemplo, diz que é um item com “demanda incomumente alta”. Mas se você ficar atrás, dá pra achar (foi o que eu e as fofas da Cherrie Cosmetics fizemos!)


Por que eu quero falar dessa paleta então, se ela é tão difícil de achar? Porque ela é simplesmente ma-ra-vi-lho-sa. Assim, sem exagero, as sombras da Urban Decay são as melhores que eu já usei. Melhores que M.A.C. Melhores que Chanel. Melhores que Lâncome.

Então, a Naked Palette tem 12 tons neutros, que vão desde o bege até o azul-petróleo (que daí já não é tão neutro, serve super pra um smoky eye!), passando por marrons, dourados e rosados. Além disso, vem com um mini Primer Potion e um lápis 24/7 Glided-On Eye Pencil, nas cores Zero (preto) e Whisky (marrom). Tudo isso por módicos (not) US$44. Ou, no meu caso, R$160,00 (ouch!).

As sombras são muuuito pigmentadas. Esses swatches aí em cima foram feitos tipo com uma passada, praticamente, e estão fiéis. E a seleção de cores é campeã: abrange desde looks totalmente neutros, tipo pra trabalhar, até looks para a balada, mais escuros e dramáticos. E além de pigmentadas, elas são bastante macias, logo, fáceis de esfumar.

Acho que essa paleta é um bom investimento tanto para quem está começando no mundo da maquiagem quanto para quem já tem outros produtos (oi!). Serve também para as básicas e para as que gostam de ousar. Ou seja: coringa.

Se vocês quiserem tentar, vale tentar encomendar com as meninas da Cherrie ou algumas das outras que viajam por aí e aceitam encomendas (Fricotes e Detalhes, Fashion Import e quetais).

Olá, pessoas.
Pois é, apareceu a margarida… Final de ano em vida de professora é isso mesmo: correria total, completa e irrestrita. Se eu sobreviver a isso, o resto vai-que-vai…
Bom, mas vamos falar daquele assunto de que tanto gostamos, não é? Maquiagem.
Antes de começar, quero dizer que não esqueci minha promessa sobre um post falando de alergia a esmaltes e hipoalergênicos. Mas é que eu não pude fazer a unha esta semana e estou com alergia de alguma coisa (Ah, sério? Você, Ana Paula, com alergia? Não brinca…), por isso minha unhas estão terríveis e eu jamais teria coragem de assustar vocês fotografar.

Mas voltando ao que interessa, encomendei tem um tempinho umas coisinhas da coleção Venomous Villains, pareceria da M.A.C com a Disney. Confesso que fiquei, no início, muito mais empolgada com as embalagens mega fofas que com as cores dos produtos (Consumo consciente? Não trabalhamos!).


Mas é óbeveo que meu cartãozinho não se aguentou e arrematei umas preciosidades (Smeagol feelings).
 
Sombra Mineralize She who dares: É minha primeira sombra mineralize da M.A.C, sabe-se-lá-o-porquê. Ela é em tons de azul petróleo e verde musgo (Gente, não confiem muito nessa pessoa descrevendo cores, ok? Loira e disléxica…). Vou dizer que gostei, mas só. Não é a cor mais bonita de todos os tempos e, pra mim, brilha demais. Sei lá, eu tenho medo de sombra colorida (quando eu crescer vou ser igual à Laurinha com suas sombras lindonas, juro…).
Blush Bite of an apple: Esse é lindeza total. Sou suspeita, pois amo blushes, mas tem uma cor meio coral-avermelhado (lá vem ela com essa descrição meia-boca!). Enfim, é lindo, é rhyco, é blush…
Batom Hearthless (Amplified): Vermelão lindo de morrer. Com uma pegada meio vinho. Elegantérrimo. Amo batom vermelho.
Batom Toxic Tale (Satin): Coral mais lindo do mundo. Batom para dormir junto no verão.

Toxic Tale, Hearthless, She Who Dares (verde e azul), Bite of An Apple

Eu tentei fazer umas amostras de cores, mas não sei se fui muito feliz (relevem, vai… minha primeira tentativa). Mas prometo que, assim que usar as coisinhas, fotografo procês, tá?
Bom, people, é isso.
Beijinho,
Ana Paula

Pitaco da Lau: Gente, essa coleção é linda mesmo. Só tenho um comentário a fazer: também comprei o Toxic Tale, e aviso às meninas desesperadas para comprá-lo que ele é igualzinho ao Coral Polyp (que também foi edição limitada!). (Como seria bom eu ter percebido antes de comprar, né? pffff!). E invejo muito esse blush da Ana, se quebrar foi meu olho gordo, aviso já!

O vídeo da vez é pra ensinar uma coisa tão, tão básica, que acho até meio vergonhoso da minha parte ter essa pretensão, sabe. Mas, de qualquer forma, é algo que comecei a fazer recentemente, e acho que pode servir de inspiração para várias meninas.

A gente cisma que pra usar sombra tem que fazer combinações de cores, esfumados mirabolantes, olhos dramáticos, e por aí vai. Agora, eu quero mostrar que nem sempre isso é verdade. Claro que todas essas coisas são divertidas, mas com só uma cor também dá pra fazer um olho digníssimo. Isso mesmo que você ouviu: só uma cor, e vai ter profundidade, vai ter côncavo, vai ser uma ma-ra-vi-lha. (vendedora do shoptime mode off). A cor, no caso, é a Aubergine, do Duda Molinos, um vinho sensacionaaaalll.

Bom, uma última informação: eu SEI que no começo do vídeo parece que vai ficar tudo hor-ro-ro-so, mas prometo que no fim vai dar certo. Clica lá – e não esquece de comentar pra me dizer se vocês gostaram, que eu sou carente (e fazer vídeo dá mó trabalho)!

Eu e a Fabi adquirimos umas coisinhas da nova linha de maquiagem do Duda Molinos e, um dia desses, decidimos nos reunir para o primeiro post-teste coletivo (hahahaha, inventei uma categoria, achei que soou profissional, tá) deste blog. Então, a gente foi na casa dela, espalhou um monte de potinhos pela sala toda, ficou passando as cores no braço e no olho e ainda alugou o marido dela pra tirar um milhão de fotos. Mulheres adoráveis. E agora, aqui está o resultado. (Senta aí, que o post é longo, mas é legal.)

O Duda Molinos, um dos maquiadores mais amados do Brasil, reformulou a sua linha de maquiagem este ano. Eu já tinha duas cores das sombras antigas, que adorava, e comprei três novas. A Fabi também tem três novas. Junta, nossa coleção ficou assim, ó:

Da esquerda para a direita, as cores: Pumpink, Atlântida, ET, Cor 12 (coleção antiga), Brow Stone, Aubergine, Super Nova, Cor 09 (coleção antiga)

(Gente, foi muito difícil captar as cores, e olha que o Giu trabalhou, beijo! Mas estão bem fiéis, viu.) As dela são as três primeiras, as mais coloridas da coleção. O curioso é que uma das cores novas, a ET é praticamente idêntica à antiga cor 12. A diferença é que a nova é muuuuito mais pigmentada, gente. Foi uma prova de que a fórmula, de fato, melhorou muito. A gente fez o teste de swatches, olha só:

Todas as cores são muito pigmentadas e fáceis de passar. Elas tendem a soltar bastante pó quando você passa, então é bom passar de pouquinho em pouquinho, mas são fáceis de esfumar. E há cores muito lindas, únicas e coringas – a Aubergine, que é vinho, eu uso quase todos os dias, juro. Vou fazer um vídeo com ela, porque é um ótimo exemplo de como usando uma cor só dá pra criar um olho bem legal e quase dramático.

A Super Nova é um berinjela cheio de brilho que fica sensacional em looks para a balada. As cores coloridas podem parecer difíceis de usar, num primeiro momento, mas nós criamos dois looks com elas (foi rápido, tá, uma coisa meio no improviso, não julguem), pra mostrar que dá, sim, pra usar no dia a dia (ok, pra mim, que sou meio over, mas o resto dos seres humanos podem usar à noite ou no fim de semana, por exemplo). Olha só:

No meu olho (em cima), usamos a Pumpink no canto interno e cílios inferiores, com a Woodwinked, da M.A.C. (um tom de cobre) na pálpebra e a Brow Stone no côncavo. No da Fabi (abaixo), uma combinação inspirada nesse tutorial da Marina: Atlântida e Fig, da M.A.C. (roxinho), esfumadas juntas. Amei e achei que combinou muito com o tom de pele dela.

Dá pra comprar na Liberdade (eu comprei as minhas na Audrey) ou, pra quem quiser ser mais prática, na Loosho.com. O preço é em média 30 reais (mas eu achei numa farmácia na Riviera, aonde vou em alguns fins de semana, por tipo 20!). É mais caro que sombras baratas, mas mais barato que sombras caras. E a qualidade é bem alta, viu. Sem contar a embalagem, muito chique (bem mais do que a antiga, que era mais pobrinhazinha).

Ainda nessa semana, volto com um post sobre os batons, tá? Porque esse já tá meio enorme.

Quando escrevi esse post aqui, eu juro que só queria ajudar. Mas aí acabou que vocês, leitoras exigentes que são, ficaram me perguntando mais coisas ainda. fail, hein. hahahaha. E a pergunta principal que ficou foi: o que raios é “C” da maçã do rosto, onde passa iluminador pra ficar com cara de ryca? (Porque foi só falar que fica com cara de ryca que ‘cês já prestaram logo atenção, néam.)

Daí, muy didática que sou (aham), resolvi fazer o segundo vídeo deste blog! E, já que eu tava lá mesmo, câmera na mão (quer dizer, em cima da torneira da pia num suporte muito sofisticado), achei por bem ensinar também como fazer o contorno do rosto (sabe luz e sombra? É isso aí, contorna e ilumina, vocês vão ver no vídeo), pra ficar mais fino, magro e delineado. Magra e rica, tudo o que você queria ser, com apenas alguns itens de maquiagem.

P.S.: Então. Ficou meio marcado demais o contorno, tá. Na vida real não é pra ficar assim não, juro que foi a luz. E juro que na vida real a cor também não é tão amarelada.


Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 17 outros seguidores

Atualizações Twitter