Beleza exterior

Posts Tagged ‘hidratação

Taí dois produtos que andaram dando o que falar pelas internets da vida, o óleo de tratamento da marca Moroccanoil e o leave-in em creme da N.P.P.E. Li sobre os dois, inicialmente, em blogs. Comprei (o creme, no impulso; o óleo, depois de muito refletir) e, meses depois, estou alternando um e outro. E pronta para contar aqui minha opinião, vem gente!

Textura

Outra coisa que os dois têm em comum, além do bafafá que geraram, é que, na hora em que você abre o produto fica tendo certeza que ele vai deixar seu cabelo pesado e oleoso (dã, um deles é um óleo, gente!). Mesmo tendo lido mil vezes que isso não acontece, confesso que fiquei com medinho. Por isso, comecei usando quantidades moderadíssimas. Quando vi que não, nada de mal aconteceria, acertei melhor a dose. E morri de amores. Então, tanto o óleo quanto o creme são levinhos, por incrível que possa parecer. Vai sem medo, sua linda.

Facilidade de achar

Dizem por aí que o Moroccanoil tá vindo pro Brasil, né? Mas ninguém disse ainda quando, como, onde, quanto custará etc. ad infinitum. E sei lá, a gente conhece essas coisas, demora e tudo o mais. Então, por enquanto, só comprando lá fora ou com as meninas fofas que têm sites de vendas (eu comprei com a Andréa, do Fricotes e Detalhes!). Nesse quesito, o N.P.P.E. ganha: é bem mais fácil de encontrar, dá pra comprar pela internet em sites brasileiros mesmo, tipo a Época Cosméticos.

Preço

O N.P.P.E. de 80 ml sai por 80 realidades. Não é baratinho, mas dura que é uma beleza. Já o Moroccanoil de 25 ml – o que eu comprei, pequetitico, ótimo pra experimentar e decidir se você gosta mesmo – custa 15 dólares, mas eu paguei 59 reais, já que comprei, como já disse, com a Andrea, que trouxe para o Brasil. (O com 100 ml custa 40 dólares ou, usando como base o site onde eu comprei, 129 reais.) Acaba meio que saindo elas por elas, se você comprar no Brasil. Se comprar lá fora, o Moroccanoil sai ligeiramente mais barato, pensando em ‘reais por ml’.

Propriedades

O R.P.P.E. tem uma vantagem declarada: ele protege o cabelo do calor do secador. Por outro lado, o Moroccanoil diz que diminui o tempo de secagem em até 40% (e acho, apesar de não ter lido muito sobre isso, que também dá uma protegida nos fios úmidos, sim). Tudo isso deve ser verdade, tanto em um quanto em outro, mas, como seco meu cabelo uma vez a cada duas semanas (quando tô me sentindo meio “peruinha”! hahahaha), não consigo avaliar, cês vão me desculpar nessa. Mas taí a informação, né.

Resultado

Essa é a melhor parte: os dois são incríveis! Deixam o cabelo soltinho, bem hidratado e macio. O Moroccanoil especialmente dá muito brilho – acho que por ser em óleo, talvez? Usar um deles a cada dia, com o cabelo úmido, tem sido o meu segredo do sucesso.

Anúncios

Olha, muita gente já testou e resenhou esse produto por aí. (Duvida? Dá um Google no nome. Mas só depois de ler a minha! Hahahaha) Mas né, sei lá, não custa nada reforçar as minhas impressões e também ando meio sem assunto/tempo.

A linha Pro-V, da Pantene – da qual esse tubinho aí faz parte –, é indicada para “restauração intensa” (aka pessoas com o cabelo detonado). E a ampola promete “recuperar três meses de danos em três minutos”. Alguém que, como eu, nos últimos anos já tingiu o cabelo de preto, vermelho, loiro, tentou tingir de castanho por cima de tudo isso, alisou, desalisou, seca, faz babyliss, passa produtos e etc., só pode achar isso muito digno. E o que é mais digno ainda: custou só R$4,90.

Por algum motivo misterioso eu achei que o produto fosse ser tipo um creme-líquido. Mas não é não, ele é um creme-cremoso (Q), bem grossinho. Usei depois de usar o xampu e o condicionador da mesma linha, que já são bem hidratantes. Daí, medo dos medos: será que o cabelo vai ficar pesadão?

Diz na embalagem que cabelos médios a longos podem usar todo o conteúdo do tubinho. Mas, por causa do supracitado medo, não obedeci, e usei mais ou menos a metade (o que, na hora, já achei muito! Mas não foi, não, fica tranquila, tá). Daí massageei, selei o treco, deixei lá enquanto esfoliava o rosto e etc., e chegou a hora de enxaguar.

Gente, aí começou o encanto. Ele é daqueles cremes que fazem o cabelo ficar beeeeem molinho já no banho, sabe? Tipo, bem derretidinho. Resolvi secar com secador pra ver o efeito mais rápido e intenso. E foi então que minha paixão virou amor: o cabelo secou sem frizz, ficou liso, brilhaaaaante e, principalmente, continuou super macio! (Não sei se acontece com vocês, mas às vezes no banho parece que os fios vão ficar super soft e, depois que seca, não fica. Acontece?)

Não sei se vocês estão curtindo (fecebook feelings) essas fotos tanto quanto eu (hahahaha, oi, egocêntrica?), porque sei que é difícil saber se um cabelo está bem tratado vendo fotos. Mas veja bem: eu saí de casa tipo me amando esse dia, ok? E até pelo menos o dia seguinte ele continua super macio e, plus, cheiroso.

Estou usando esse tratamento mais ou menos uma vez por semana (se bem que revezo com outras máscaras, atualmente uma da L’Occitane). Com o xampu e o condicionador, que também são dignos, faço que nem com todos os outros meus: uso randomicamente, já que mantenho vários, em todas as faixas de preço.

Conclusão? Produtinho altamente recomendado para quem quer dar uma super hidratada nos cabelos. (Mas se o seu for d0 tipo mega oleoso, de repente não é o caso. Ou use um xampu para cabelos oleosos ou antirresíduos e essa máscara no lugar do condicionador – eu faço isso às vezes! Por R$4,90, vale a pena tentar, né?)

 

Uma coisa que eu já reparei que é super hábito de beleza comum entre várias mulheres – mesmo aquelas que não ligam muito, por exemplo, pra maquiagem – é ter sempre um creminho para as mãos por perto. Acho um costume ótimo, especialmente em dias como esses últimos, de tempo seco, que castigam a pele e deixam tudo bem ressecado. E porque acho bem feminino ter uma mão bem cuidada e macia sou machista? .

Eu tenho produtos que, nos últimos tempos, se tornaram meio queridinhos dessa minha rotina de hidratação. E comecei bem recentemente a dar mais atenção às unhas e cutículas também. Então, vim mostrar as coisinhas que eu uso e recomendo. São quatro:

À esquerda, creme da L’Occitane; à direita, Neutrogena

O creme maior é o Hidratante Anti-idade para as Mãos, da Neutrogena (numa pesquisa pela internet achei por R$23,50). Acho ele ótimo por alguns motivos. Um é o óbvio: ele é anti-idade (oi, 25+!). Nunca é demais prevenir, bla bla bla. Dois: tem FPS 30. É bem raro achar creme para as mãos com FPS, ainda mais tão alto. Mesmo assim ele não é nada oleoso. (Apesar de grossinho, é absorvido rapidamente pela pele.) O cheiro é ok, meio de sabonete, sei lá. Nada demais. Uso todos os dias antes de sair de casa.

O creme menorzinho é o Creme de Mãos Lavanda, da L’Occitane (R$37,00), que eu levo na bolsa, pra passar durante o dia. Ele é ótimo justamente por causa do tamanho, além de ser muito cheiroso (se você gosta de cheiro de lavanda, claro). Ele é mais “fininho”, mas também hidrata super bem. O tubinho menor é um amolecedor de cutículas da Dead Sea Cosmetics que eu uso só quando faço as unhas em casa (quase nunca, sou preguiçosa ocupada). É ok, sei lá, eu comprei porque tem um stand no shopping Ibirapuera que fica do lado do meu cabeleireiro e sempre que você passa lá o cara fica enfiando os cremes na sua cara e querendo testar em você. Mas o creme para o corpo dessa marca (um dia falo dele aqui) é muuuuito cheiroso, então valeu a pena. Hahahaha, oi, consumo consciente? Não trabalhamos.

À esquerda, creme da L’Occitane; à direita, Neutrogena

Finalmente, o último pote lá em cima, o pretinho, foi minha mais nova descoberta de beauté. Tem sido a salvação da lavoura das cutículas. Eu vi o Lemony Flutter, da Lush*, no Fabulous, e logo encomendei com a própria Vivian. Valeu cada um dos muitos centavos que ele custou, porque é tipo MUITO hidratante.

Uso toda noite antes de dormir (e às vezes, quando lembro ou não estou tipo duas horas atrasada, de manhã também) em todas as cutículas e vou falar a verdade: ele meio que faz uma meleca. Mas logo as cutículas ressecadas absorvem tudo e pronto, você dorme e acorda com as mãos macias e unhas como se estivessem recém-feitas.

Olha como é a textura dele:

Essa quantidade dá pra passar bastante em todas as cutículas

No potinho mesmo diz que você também pode passar em outras áreas ressecadas. Então eu super segui o conselho, e passo também nas cutículas do pé, no calcanhar, no joelho… Custa lá fora US$12.95, e dá pra comprar aqui por R$58,00 (eu sei, caro, né. Mas pensa que é um investimento. Ou pensa que eu sou louca, sei lá).

Ah: faltaram nas fotos duas coisas que eu deixo no trabalho: o creme de mãos da Kiehl’s, que não sei o preço, porque é uma amostra que ganhei (e não acho grandes coisas, então não pretendo comprar quando acabar) e a Cera Nutritiva Para Unhas e Cutículas da Granado (R$13,15) – que tem a mesma função do Lemony Flutter, e eu passo quando lembro, durante o dia (mas nem de longe ela é tão poderosa quanto, hein. Apesar de ser boa e custar um quarto do preço, claro).

(Por Laura F.)

*Eu sei que esse post foi extra-longo, mas uma última dúvida: por que, Deus, por que fecharam as lojas da Lush no Brasil? Que decisão empresarial mais idiota, cara. As mulheres aqui loucas pra se endividar e os caras fazem o quê? Fecham a loja de produtos naturais mais legal que existe. Pfff.


Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 17 outros seguidores

Atualizações Twitter