Beleza exterior

Posts Tagged ‘esmalte colorido

A louca do esmalte verde atacou de novo, socorro. Passei na farmácia, e eles tinham a nova coleção da Colorama, a Urban, e aí, né, foi assim, eu não resisti, e comprei um montão deles (mentira, só quatro!), e um era um verde lindo e absoluto, o Absinto.

Primeiro, vou começar dizendo que é com certeza o verde mais lindo da minha coleção, nem lembro mais que os outros existem depois desse. E tem gente que disse que é o mais parecido com o Jade, da Chanel, hein. Olha como ele é:

Foto com flash, mas a cor está bem fiel - ele é só um pouco mais escuro

Bom, agora que eu mostrei a lindeza, vou contar a verdade: a cobertura não é boa, não. Ele é bem ralinho, e fica manchado; pra deixar assim, tive que passar três mãos (tive não, né. Quem teve foi a manicure, que eu não sou louca de tentar passar esse sozinha). O que provavelmente significa que ele vai lascar em 3, 2, 1…

Mas eu nem ligo, porque tô amando.

(Por Laura F.)

Começo esse post com uma reflexão: é lícito uma pessoa ter mais de um esmalte verde e um azul? E mais: é normaaaal ter VÁRIOS de cada cor? E ainda: é aceitável que essa mesma pessoa não possua nenhum esmalte, digamos, vermelho ou rosa?

Sim, essa pessoa sou eu. E, depois de perceber minha obsessão recente com todas as variações de esmaltes verdes e azuis, resolvi fotografá-los pra falar aqui de cada um. Olha só quantos:

Vamos por partes: o do dedão é o Menta, da Risqué; ele é o verde mais, assim… verde (oi, eu não sei descrever cor, tá, ficaí uma informação sobre mim para o futuro), e por isso mesmo não é meu favorito, já que a cor fica meio óbvia demais. Já o Sereia, da Impala (no indicador), é um dos meus queridinhos – eu juro que ele é azul, mas tem gente que diz que é verde –; de qualquer forma, é uma cor bem verão e com ótima cobertura e duração. O do meio é o Jade, da Big Universo, cópia do homônimo da Chanel; algumas meninas não curtem muito a textura dele, que é grossa e pode manchar – mas eu, particularmente, acho que a cor, linda, vale a pena o sofrimento (hahahaha, alokadoesmalte). No dedo anelar está o meu novo favorito do momento (tô super aí pra cores pastel na unha ultimamente, depois venho mostrar um que eu tô matando pra ter, da Illamasqua), também da Big Universo, o Glacial; é um azul bem pastel, lindo, que até quem não gosta de esmalte diferente (oi, Raquel, oi, Carol) acha bonito pessoalmente. Por último, o Spirit, da Impala; sinceramente, pra mim, é a cor mais sem graça da coleção Matte Fluors, e a única coisa de legal que ele tem é justamente ser matte e flúor – porque não cobre bem e não gosto muito da cor (acho meio assim, floresta demais).

Vocês acharam que acabou, né? Não! Ahahahhaa

Essas são as duas cores mais “invernais” na família dos azuis. O Lápis Lazuli (no dedo indicador), da coleção Joias Místicas, da Risqué, é bem atual e modernoso; o efeito fosco é beeeem mais fosco que os neons da Impala, e fica lindo nas unhas. Já o outro, o Night Blue, é da coleção de inverno 2010 da Arezzo – essa coleção é bem melhor do que a de verão, que tinha cores lindas, mas inusáveis (é, inventei uma palavra, medeixa) por causa da textura esquisitíssima. Esse, bem como as outras cores (tenho também a New Grey e a Grafiato) cobre super bem com duas camadas.

A coleção reunida: oi, meu nome é Laura, e eu só uso esmaltes de cor esquisita

(Por Laura F.)


Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 17 outros seguidores

Atualizações Twitter