Beleza exterior

Posts Tagged ‘dica

Bom, a dica de hoje é meio rápida, porque é sobre um tema que não tem lá muuuuito o que dizer: demaquilante. Vocês já são lindas, já são gatas, já são craques em se maquiar, certo? (em coro: siiiiimmmm!) Mas não adianta na-da se o seu demaquilante for uma porcaria e na hora de tirar toda a arte que você fez ele deixar um monte de resíduos no seu rosto. Porque daí o resultado vai ser que você vai ficar com os poros entupidos e a pele uó, e pele uó não tem base que resolva.

Enfim. Tem um demaquilante que é tipo assim hit entre as entendidas do assunto (leia-se modelos, blogueiras, maquiadores etc.): o Bioderma Créaline H20. Então, né. Fui atrás. Encomendei na Cosme-de e olha. Não me arrependi.

Por que ele é tão incrível: é à base de água, e parece, de fato, que só tem água. Mas aí você passa o algodão na pele e de repente sai tudo! Tira muito bem rímel (inclusive, eu acho, melhor que o Bi-facil, da Lâncome, que é bifásico, ou seja, oleoso, inclusive), base, tudo, tudo. Dois algodões e prontinho, tudo tirado. E agora o melhor de tudo: a pele fica super macia depois.

Pelas resenhas que li, ele é ótimo para peles sensíveis e, apesar de não ser meu caso, ele não arde nada a área dos olhos, o que é um ótimo sinal.

Vale dizer que uso máscaras resistentes, mas poucas à prova d’água – quando é o caso, são aquelas com tecnologia “tubo”, que sai na água quente, então tiro lavando. Mas acho que ele deve funcionar com elas também. Porque eu uso esses lápis de olho aqui, e eles saem que é uma beleza. Vale testar!

 

Anúncios

Lápis de olho é uma coisa teoricamente fácil de usar e que não tem muito segredo. Mas, sabendo alguns truques, ele pode ser um super coringa na sua maquiagem: dá pra delinear, esfumar, fazer base de sombra, mil coisas. E com um lápis bege dá pra fazer uma coisa mais legal ainda: deixar seu olho mais aberto e seu rosto mais “acordado”, sabe como?

É uma dica muito mega master legal porque mais simples não há: você pega um lápis bege e passa na linha d’água. Só isso. Não precisa nem passar por fora, rente aos cílios (nessa parte, e também na pálpebra superior, pode passar um colorido, que nem eu fiz na foto). Tcharã!*

Ignorem as olheiras, um dia saberei usar Photoshop e minha dignidade voltará

O meu é a lapiseira da Vult, quebra um super galho e não custa quase nada, nas farmácias de bairro mesmo tem (e nesse site que eu linkei, que é confiável e tem todos os produtos baratinhos que a gente tem preguiça de caçar por aí). Mês que vem, acho, chega na MAC uns bacanas, da coleção Pret-a-Papier (a Vivian  mostrou no blog dela, o Fabulous, ó) – quero testar porque acho que a durabilidade deve ser maior. E ah: dá pra fazer com lápis branco também. O efeito fica menos discreto, mas mais moderno.

(Por Laura F.)

*Gente, eu sei. Tcharã? Eu sou a tia velha da blogosfera, né.

Resolvi finalmente parar de regular meus dinheiros e investir na base em pó Studio Fix, da MAC. Fui à loja do Shopping Morumbi e encontrei uma vendedora ótima e bem humorada, que me ajudou a achar a cor ideal do produto e tudo mais. Gostei do Studio Fix (como previa), mas aquela coisa “pozenta”, por mínima que fosse, me incomodou um pouco.

Então a mocinha me mostrou o MAC Fix + Spray, com suas essências de pepinos, chá verde e etecéteras. Gente, o produto é tudo de bom! Ela deu umas borrifadinhas no meu rosto e pronto: sumiram os pozinhos da base, mas a cobertura continuou perfeita assim que secou! E ainda com a promessa de a maquiagem durar o resto do dia (e durou, viu? Sério!)

Mas como gastar 120 dinheiros já era um pouco demais para um ser humano que torrou parte considerável do salário com maquiagem e dermocosméticos esse mês, não pude comprar o MAC Fix + Spray. Mas perguntei pra mocinha: “E se eu usar água termal, será que a base fica com um aspecto mais natural?”. Ela confirmou que sim, e que era uma excelente alternativa.

Claro que, assim que pude, fui logo testar o “truque”. E foi sucesso total! Apliquei a base e dei três borrifadas da água termal da La Roche Posay, que amo tanto e pra sempre, e deixei secar naturalmente. Mais perfeito impossível! A maquiagem ficou super natural, sem aquele famoso aspecto “Oi? Passei base”, a pele hidratou e a cobertura ficou perfeita! No dia seguinte testei também com a base mineral do Boticário, e ficou super bom também!

Com isso, eu, que tenho a pele mista, mas trabalho sob a secura horrível do ar condicionado, ainda ganho uma hidratação extra ao longo do dia, já que posso reaplicar a base e usar a água termal logo depois. Pra quem tem a pele mais pra seca deve ser melhor ainda, né?

Dito isto, um adendo importante: até agora eu tinha certeza de que, cada vez que alguém usava aquela esponjinha que vem com a base, e não o pincel certo para aplicá-la, um golfinho migrava do oceano para o Rio Tietê para cometer um dramático suicídio. Mas a Lau, que é mais esperta que eu, disse que usa todos-os-dias-da-vida, e que não recebeu nenhuma notícia de golfinhos suicidas em São Paulo. Eu acredito nela, tá! 🙂

(Por Fabi L.)


Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 17 outros seguidores

Atualizações Twitter