Beleza exterior

Posts Tagged ‘corretivo

Quero começar declarando que, na minha opinião e experiência, se maquiar no calor que anda fazendo (pelo menos em São Paulo, que eu sou bairrista e só sei daqui!) é uma batalha perdida. Maaaas isso não significa que não se deva tentar, né? Separei, então, o pequeno arsenal que considero básico para esses dias escaldantes demais.

Rosto*

Antes de começar, vale investir em um primer (ou pré-base). Várias meninas dizem não sentir diferença usando; mas acho que ele deixa a pele mais sequinha, pelo menos na hora e, pelo sim, pelo não, digamos que ajuda a segurar a maquiagem pelo menos um tiquinho a mais. Pode espalhar com o dedo no rosto todo.

Magix, Avon; Prep+Prime, M.A.C; Pore Minimizer Instant Corrector, Clinique

Daí, não adianta passar uma super base pesada querendo cobrir tudo porque, na hora de sair no sol ela vai começar a derreter mesmo! Então minha opção, por exemplo, é escolher uma bem líquida e levinha e passar com os dedos mesmo – igual se estivesse usando um hidratante, sabe? Aí, fica uma camada bem fina, menos provável de derreter! Aliás, os hidratantes com cor também são ótima opção para esses dias!

Revlon Colorstay; Base líquida L'Acqua di Fiori

Corretivo, para mim, é básico. Daí, costumo optar pelos cremosos, que duram mais. E assento com um pouco de pó por cima (mas tenho que retocar sempre tipo depois do almoço, não tem muito jeito!)

Corretivo cremoso Duda Molinos; Studio Sculpt, M.A.C; Pro Longwear Concealer, M.A.C

Costumo optar por blushes cremosos, que têm uma duração maior que os em pó. E, se quiser mais cor e mais duração ainda, uma camada (pouco, pelamordedeus) de blush em pó da mesma cor em cima. Fica no lugar até o fim do dia!

Maybelline Dream Mousse Blush; Blush Cream, Vult; Blushcreme, M.A.C

Se a sua pele não for oleosa, eu até pularia essa parte do . Mas se for que nem a minha, é bom dar aquele tapa final na maquiagem da pele usando pó pelo menos na zona T.

Mineralize Skinfinish Natural, M.A.C; Maybelline Dream Matte Powder

Olhos

Eu sei que você ama, mas nem adianta se esmerar esfumando um monte de cor de sombra, porque né. Vai sair durante o dia, vai derreter, vai craquelar… Depois não reclama comigo! Então, minha opção para colorir os olhos são os lápis coloridos – de preferência os bem duradouros! Na linha d’água, vou de bege e, à noite, delineador (à prova d’água, of course).

Eyeko Line&Shine; Le Crayon Khôl Waterproof, Lâncome; 24/7 Glide-On Eye Pencil, Urban Decay

Boca

Aqui sim acho que dá pra se jogar! Porque batom, com algumas exceções, não derrete, né? Então, já que você foi básica no resto do make, pode usar um batom de cor forte. Aposte mesmo em laranja, pink, coral… Não tem muito erro!

Batom B Side; M.A.C Lipstick, cor Morange; Batom Matte Vult

Durante o dia

Porque né, você fez tudo certinho, mas sua pele vai brilhar (pelo menos se você for que nem eu e a maioria das brasileiras!). Então, tem dois recursos pra apelar durante o dia: as folhas antibrilho e o pó matificante. Eles garantem que você fique digna por mais tempo.

Clean&Clear Deep Action Folhas Anti-Brilho; Blot Pressed, M.A.C

*Estou supondo aqui que todo mundo já fez o combo lavar+tonificar+hidratar+protetor solar bem alto, tá?

Anúncios

Esse post é sobre um tipo de assunto bem popular pelos blogs afora, que é: o que tem dentro da sua (no caso, minha) nécessaire. Eu particularmente acho divertido esse tipo de post porque primeiro, alimenta o voyeurismo inocente nosso de cada dia; segundo, os produtos podem servir como dica; e terceiro, de uma certa forma, o que a gente carrega reflete nossa personalidade, né? Se você é mais básica carrega menos produtos, se é mais baladeira, talvez tenha uma sombra preta ou um glitter, se é mais extrovertida, um batom forte, e por aí vai…

Então, vamos lá, ver o que eu carrego na minha necéssaire enorme (que fica dentro de uma bolsa mais enorme ainda!)

Antes de mais nada: essa nécessaire tchutchuca é La Reina Madre, a marca de bolsas mais maravilhosa do país. (momento propaganda on, mas me deixa, eu amo essas bolsas, gente, compro lá há anos e anos, vai lá, vai lá.)

Eu me maquio em carros, táxis, ônibus, metrôs, banheiros de trabalho… Já contei isso, né? Então, carrego na nécessaire tudo o que preciso pra um make básico dia a dia. Mas meio que só. Se quero algo mais elaborado aí não tem jeito, faço em casa e só retoco mesmo. Numerei a foto e vou contar em tópicos, pra ficar mais fácil.

1-    Lápis bege Duda Molinos e lápis preto Zero, Urban Decay. O bege é o de todos os dias, vocês sabem, usa na linha d’água pra ficar com o olho acordadinho, lembra? E o preto é só pra emergências: se tem uma baladinha depois do trabalho, passo ele como delineador, esfumo e vou (já preparei post sobre isso, rá, diligência é meu middle name);
2-    Primer Potion Urban Decay, pra segurar a sombra o dia todo!;
3-    Rímel transparente Vult, pra fixar a sobrancelha, e rímel Avon Supershock;
4-    Blush Fleur Power, M.A.C. (mas varia, cada hora é um! Depende do look do dia! Nécessaire tem que arrumar à noite, que nem bolsa de escola, sabe? hahaha)
5-    Paleta de 4 sombras M.A.C. – as que ficam aí também variam. A única que não sai é a Espresso, a marrom, que é usada pra preencher a sobrancelha. E sempre tem uma iluminadora também, que dessa vez é a Ricepaper;
6-    Pincéis (que ficam dentro desse negocinho de plástico pra não deformar!) – são só três: blush, 129SE da M.A.C., SS217, da Sigma (veio de brinde e é pequenininho, uso pra aplicar sombra e esfumar!) e chanfrado pra sobrancelha;
7-    Studio Fix, da M.A.C., a base mais prática do Brasil (a Fabi falou dela aqui);
8-   Blot Pressed Powder, M.A.C. É um pó matificante, que eu uso durante o dia quando a pele começa a brilhar; mesma função das folhinhas Clean &Clear (11);
9-    Corretivo Studio Sculpt (também pode ser o Studio Finish);
10-    Iluminador High Beam, miniaturinha, que só uso na verdade também se for rolar uma baladinha;
12-    Perfume roll-on Kiehl’s. Só uma frescurinha pro dia em que eu esquecer por acaso de passer perfume antes de sair de casa;
13-    Lixas Marco Boni, para emergência (são boas por causa dessa “caixinha”, que não deixa elas lixarem o resto das coisas da sua bolsa);
14-    Batons. Geralmente tem um mais colorido (nesse caso o Coral Polyp, M.A.C.) e um mais neutro, quase sempre o Hue, também M.A.C. – que vocês podem perceber pelo cotoquinho que ele está que é um dos meus preferidos

Esse é meu kit diário. Semana que vem, a Fabi vai postar a dela – e preparem-se, porque eu ainda não vi, mas aposto que é ainda maior! Hahahaha

E vocês, carregam o quê?

Quem já me viu sem maquiagem – e isso bem acontece quando eu tô deprimida, por exemplo, beijo pra quem me aguentou na última semana – sabe que corretivo é uma parte meio obrigatória na minha rotina.

Eu tenho usado principalmente três corretivos da M.A.C. – Select Cover Up, Studio Finish e Studio Sculpt. Achei que valia a pena fazer uma comparação entre eles, porque vejo uma boa diferença em termos de textura e cobertura.

Para fins de comparação, me sujeitei à humilhação de tirar uma foto sem nada cobrindo minhas olheiras. Respirem fundo e vamos lá:

 Sentido horário: sem nada, Select Cover Up, Studio Sculpt, Studio Finish

Sentido horário: sem nada, Select Cover Up, Studio Sculpt, Studio Finish

O Select Cover Up é o que tem menos cobertura, como vocês podem constatar pela infeliz prova fotográfica produzida por essa gênia artística que soy yo. Ele é ok para quem a) não tem olheiras drásticas e vindas diretamente do mundo das trevas para assombrar a humanidade, como é meu caso; b) tem rugas e rola aquele medo de um corretivo cremoso marcar as linhas; ou c) quer um “make natural”.

Eu não tenho assim várias rugas, mas também não sou uma pessoa desprovida de linhas de expressão, dado que sou velha, rio muito (amo minha justificativa?). Então, todos os corretivos marcam um pouquinho as linhas abaixo dos olhos – e esse é o que marca menos, por ter cobertura mais suave. (Mas pensando bem nas fotos todos parecem iguais, né? Hm, mistério.) E, imagino que também por causa dessa cobertura, tem a menor duração entre os três, apesar de corretivo não ser algo que eu reaplico em nenhum caso.

Pela ordem da foto, o primeiro de baixo, Studio Sculpt, é meu atual favorito. Ele é bem cremoso, mas nada duro, sabe? É quase uma textura em mousse. E cobre super-super bem. Para evitar que ele craquele mais do que deveria, eu tenho passado com um pincel fofo, de esfumar (tipo o M.A.C. 217); mas na foto usei o dedo, e também funciona, claro. Acho que dá pra ver na comparação que ele cobre bem mais que o primeiro, né?

Finalmente, o Studio Finish. Acho que dos três ele deve ser até o mais famoso da M.A.C., e tem uma boa razão pra isso: é o que oferece cobertura mais alta – e é queridinho da Marina Smith, que é guru, e a gente ama e escuta, né? Foi minha primeira compra M.A.C. (tanto é que tá no finzinho). Ele realmente é ótimo e cobre até a olheira que você vai ter na manhã seguinte, mas tem alguns poréns. Tipo o fato de ele ser bem durinho, então não rola passar com o pincel fofo que eu falei. Com o dedo fica bom, porque daí o calor da sua mão meio que “derrete” o corretivo. Mas, por causa dessa consistência cremosa-dura, ele acumula mesmo nas dobrinhas. Inclusive em dobras que você nem sabia que estavam lá. Isso dito, é maravilhoso para espinhas (apesar de que eu não uso pra isso porque não seria a mesma cor) e fenomenal para dias de cansaço extra.

Então é isso. (Preciso urgente de um editor porque ninguém merece post de duas páginas, parabéns se você teve força de vontade pra ler até aqui.)

*Ah, meus corretivos são todos cor NW30, caso alguém estivesse curiosa.


Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 17 outros seguidores

Atualizações Twitter