Beleza exterior

Posts Tagged ‘cabelo


Em primeiro lugar, eu sei que o título desse post parece uma babaquice, porque oi, lavar os cabelos? Eu sei fazer isso desde que tinha cinco anos e etc. Mas quero compartilhar uma coisa que aprendi na última semana, com minha cabeleireira, a Mieko, do Jacques Janine Ibirapuera (affe, não sei o sobrenome dela, desculpa, japa! Mas ela é maravilhosa, juro).

Então, toda vez que eu vou lá, eu pergunto: Mi, que xampu eu compro? E toda vez ela diz: “qualquer um, neutro”. (O que não ajuda nada, convenhamos.) E daí dessa vez eu reclamei que tava usando um xampu de volume que estava deixando meu cabelo ressecado e que eu achava que era porque o condicionador não era assim hidratante, sabe como?

E ela disse: “ah, mas aposto que você não deixa o tempo de pausa” (na verdade ela também disse “claro, seu cabelo é cheio de química, sua lôca”. Mas isso não vem ao caso para essa história). E eu disse: não é verdade, eu deixo sim (deixo mesmo, gente, eu passo condicionador, desligo a água – sou ambientalista? – me ensaboo, lavo o rosto, e só aí enxáguo). E ela respondeu: “então aposto que você não sela o cabelo”. E nessa hora eu disse: “Q”. Porque né, realmente, nem sei que que é selar o cabelo.

Então, depois desse blá blá blá todo, aqui está a ma-ra-vi-lho-sa dica: toda vez que você passar condicionador, tem que esperar os três minutos de pausa. E, durante esses três minutos de pausa, você faz uma massagenzinha nos fios. Sabe que nem eles fazem no salão? Então, isso é pro produto poder penetrar nas cutículas dos fios e agir mais profundamente; logo, hidratar mais. Sacaram?

E ah: o que ela quer dizer com xampu neutro é xampu sem sal. Eu já li opiniões contraditórias sobre isso, então sei lá, não sigo tão ao pé da letra. (Mas não contem pra ela, tá.)

Anúncios

Gente. Esse post é um post emocional, então agüentem aí: superei um mito de beleza arraigado por anos no meu coraçãozinho. Vou contar, hein, senta, vai demorar (só uns três parágrafos, vai, e eu que demorei 25 anos pra descobrir isso aqui?).

Eu sempre acreditei fielmente que era preciso utilizar sempre o xampu e o condicionador da mesma linha. De preferência, usar também a mesma máscara de hidratação e creme pra pentear e tudo. Veja bem: mesma linha, não só mesma marca. Assim, eu nunca ia usar um xampu para cabelos loiros e um condicionador pra cabelos secos, entendeu? Por mais que meu cabelo seja as duas coisas.

Até que um dia eu fui na Kiehl’s e estava lá, cheirando todos os frascos da loja, como eu faço sempre que entro lá, e a mocinha super paciente, e tal, e falei que tinha ouvido falar do Amino Acid and Coconut Oil Shampoo, e se ela achava que ia ser bom pro meu cabelo. Ela disse: “sim, mas se você usar o condicionador junto, vai ficar pesado”. Minha mente parafusou e eu fiquei lá parada, pensando: ué? E como é que eu posso usar o xampu sem o condicionador?! E ela nem tchuns pra minha paranoia, foi lá e puxou da prateleira o Olive Fruit Oil Nourishing Conditioner. :-O

Vejam vocês a perspicácia: enquanto o xampu é feito para limpar sem ressecar (por causa do óleo de coco) e dar mais “corpo” (ótimo pros meus fios fininhos), o condicionador hidrata bastante, porque tem óleo de abacate, extrato de limão e de oliva (dã). O resultado foi que um sei lá, ativou o outro, ou qualquer coisa assim, e meu cabelo ressecadinho por causa das luzes fica brilhante, hidratado, mas ao mesmo tempo leve e com movimento.

E assim a gente acabou com um mito. Bonito isso, né? (Mas quando eu estiver sozinha sem conselho de gente que entende tudo, acho que ainda vou comprar xampu e condicionador igual, não conta pra ninguém.)

(Por Laura F.)


Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 17 outros seguidores

Atualizações Twitter

Anúncios