Beleza exterior

Archive for the ‘mãos’ Category

Primeiro, uma correção: esse era o esmalte que eu tava usando, pro Natal. Mas acontece que eu não fiz a unha ainda em 2011, então quis mostrar esse, que é um dos queridinhos da minha coleção.

Comprei faz mais ou menos um mês e meio, com a Andrea, da Fricotes e Detalhes. Ele é importado, e não vende no Brasil – logo, foi caro. A justificativa era que eu não tinha um esmalte com glitter de verdade pra chamar de meu e, bom, esse é tão lindo… (Dá pra ver melhor aqui do que na minha foto.)

Ele é basicamente glitter. Ou seja: você é perua? Com-pre. Você é discreta? Passe muito longe. Os brilhos são bem grandes, meio verdes, meio azuis, com base azul. Mas essa base azul dele não cobre nadica de nada. Daí que decidi passar, por baixo, como base, o Valquíria, da Hits (coleção Ti-ti-ti), que é um preto com microbrilhinhos azulados (que nem aparecem na unha). Uma camada do Valquíria e duas do Across The Universe deram aquilo ali em cima. E descascaram beeem rápido, na verdade, então a foto já tá meio uó, dá pra ver?

Pra tirar foi meio drama, porque o algodão gruda no glitter, em vez de remover. Mas nada que um pouco de paciência não resolva.

Anúncios

Pra compensar o post enorme daí debaixo, voltei com um post-express-estilo-curiosidade só pra mostrar as unhas da semana. Eu amei muito. Fiz de novo lá no Picnicdric (onde eu e Fabi já combinamos só voltar dentro de duas semanas porque não somos ricas estamos sem tempo).

Resolvi fazer uma inglesinha (que gente, eu sempre chamei de “francesinha colorida”, mas a Gisele é uma manicure antenada e me corrigiu, hahahahaha) e escolhi duas cores meio de sorvete: Nouvelle Vague e, para a pontinha, o rosinha Mistral, ambos da Chanel.

Ah, depois de passar, deu muita bolinha. Mas eu bem acho que não é culpa do esmalte, e sim do tanto de calor que estava fazendo em São Paulo. E aí a Gi passou um super top coat da Nars em cima e resolveu (médio, né, na foto dá pra ver um pouquinho das bolinhas, não dá? Não? Eu que sou neurótica? Então tá). Ah, sim, tenho uma reclamação. Segunda vez que uso Chanel na vida, segunda vez que descasca no terceiro dia. É lindo? É. É tendência? Aham. É ryqueza? Ô. Mas ó, Impala, tchy amo, tô voltando pra você.

Pra combinar, nos pés eu passei só o Mistral (neles, prefiro ser mais neutra, porque troco muito de cor nas mãos, sabe. Daí pode acontecer de de repente não ornar). Achei uma combinação moderna e ao mesmo tempo fofa. A Fabi também fez inglesinha, mas com um marrom de reflexos arroxeados (oi? A culpa não é minha que a cor era essa, não tô inventando. É o Paradoxal, da Chanel) e pontinha verde (Malibu Green, American Apparel). Olha que coisa linda (mais linda que a minha não-tô-com-inveja-não-tô-com-inveja-não-tô-com-inveja, repitam comigo esse mantra):

(Por Laura F.)

Uma coisa que eu já reparei que é super hábito de beleza comum entre várias mulheres – mesmo aquelas que não ligam muito, por exemplo, pra maquiagem – é ter sempre um creminho para as mãos por perto. Acho um costume ótimo, especialmente em dias como esses últimos, de tempo seco, que castigam a pele e deixam tudo bem ressecado. E porque acho bem feminino ter uma mão bem cuidada e macia sou machista? .

Eu tenho produtos que, nos últimos tempos, se tornaram meio queridinhos dessa minha rotina de hidratação. E comecei bem recentemente a dar mais atenção às unhas e cutículas também. Então, vim mostrar as coisinhas que eu uso e recomendo. São quatro:

À esquerda, creme da L’Occitane; à direita, Neutrogena

O creme maior é o Hidratante Anti-idade para as Mãos, da Neutrogena (numa pesquisa pela internet achei por R$23,50). Acho ele ótimo por alguns motivos. Um é o óbvio: ele é anti-idade (oi, 25+!). Nunca é demais prevenir, bla bla bla. Dois: tem FPS 30. É bem raro achar creme para as mãos com FPS, ainda mais tão alto. Mesmo assim ele não é nada oleoso. (Apesar de grossinho, é absorvido rapidamente pela pele.) O cheiro é ok, meio de sabonete, sei lá. Nada demais. Uso todos os dias antes de sair de casa.

O creme menorzinho é o Creme de Mãos Lavanda, da L’Occitane (R$37,00), que eu levo na bolsa, pra passar durante o dia. Ele é ótimo justamente por causa do tamanho, além de ser muito cheiroso (se você gosta de cheiro de lavanda, claro). Ele é mais “fininho”, mas também hidrata super bem. O tubinho menor é um amolecedor de cutículas da Dead Sea Cosmetics que eu uso só quando faço as unhas em casa (quase nunca, sou preguiçosa ocupada). É ok, sei lá, eu comprei porque tem um stand no shopping Ibirapuera que fica do lado do meu cabeleireiro e sempre que você passa lá o cara fica enfiando os cremes na sua cara e querendo testar em você. Mas o creme para o corpo dessa marca (um dia falo dele aqui) é muuuuito cheiroso, então valeu a pena. Hahahaha, oi, consumo consciente? Não trabalhamos.

À esquerda, creme da L’Occitane; à direita, Neutrogena

Finalmente, o último pote lá em cima, o pretinho, foi minha mais nova descoberta de beauté. Tem sido a salvação da lavoura das cutículas. Eu vi o Lemony Flutter, da Lush*, no Fabulous, e logo encomendei com a própria Vivian. Valeu cada um dos muitos centavos que ele custou, porque é tipo MUITO hidratante.

Uso toda noite antes de dormir (e às vezes, quando lembro ou não estou tipo duas horas atrasada, de manhã também) em todas as cutículas e vou falar a verdade: ele meio que faz uma meleca. Mas logo as cutículas ressecadas absorvem tudo e pronto, você dorme e acorda com as mãos macias e unhas como se estivessem recém-feitas.

Olha como é a textura dele:

Essa quantidade dá pra passar bastante em todas as cutículas

No potinho mesmo diz que você também pode passar em outras áreas ressecadas. Então eu super segui o conselho, e passo também nas cutículas do pé, no calcanhar, no joelho… Custa lá fora US$12.95, e dá pra comprar aqui por R$58,00 (eu sei, caro, né. Mas pensa que é um investimento. Ou pensa que eu sou louca, sei lá).

Ah: faltaram nas fotos duas coisas que eu deixo no trabalho: o creme de mãos da Kiehl’s, que não sei o preço, porque é uma amostra que ganhei (e não acho grandes coisas, então não pretendo comprar quando acabar) e a Cera Nutritiva Para Unhas e Cutículas da Granado (R$13,15) – que tem a mesma função do Lemony Flutter, e eu passo quando lembro, durante o dia (mas nem de longe ela é tão poderosa quanto, hein. Apesar de ser boa e custar um quarto do preço, claro).

(Por Laura F.)

*Eu sei que esse post foi extra-longo, mas uma última dúvida: por que, Deus, por que fecharam as lojas da Lush no Brasil? Que decisão empresarial mais idiota, cara. As mulheres aqui loucas pra se endividar e os caras fazem o quê? Fecham a loja de produtos naturais mais legal que existe. Pfff.


Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 17 outros seguidores

Atualizações Twitter

Anúncios