Beleza exterior

Archive for the ‘esmaltes’ Category

Já contei pra vocês sobre o salão bacaninha que achei perto do trabalho, que tem muito esmalte importado e lançamentos, né? Pois é, essa semana fui lá de novo e, pra minha surpresa, encontrei um esmalte que eu queria testar há muito, muito tempo, o Lapis of Luxury, da Essie.

Ele é um azul que parece que tem um pouco de lilás, sabe? Me parece um azul ‘quente’, apesar de eu saber que isso é uma contradição. Talvez lavanda? Imagino que o nome remeta a lápis lázuli, mas a cor, não. É bem mais claro.

Enfim, o que importa é que ele é lindo! Desde que passei, há uns seis dias (juro!), váaaarias pessoas me perguntaram que cor era, e não daquele jeito meio “nossa, que cor esquisita, qual é?”. Todos pareceram gostar – o que, vamos combinar, não é comum com esmaltes azuis e tal, né?

E o melhor: em cinco dias, não descascou nenhuma pontinha, nadica de nada! Só não ficou 100% perfeito porque, quando saí da manicure, borrei uma unha, e ela ficou assim, borrada, até eu tirar tudo. Resta saber, agora, se a longa duração é mérito do esmalte ou do top coat, que era o Diamond, da Sally Hansen (a manicure também usou como base!).

Anúncios

Todo mundo que é alguém no mundo da moda e da beauté (ha-ha-ha) fica sempre doido pra experimentar os esmaltes novos da Chanel, não é mesmo pessoaaal?

Nisso eu não sou nada diferente, acho todos lindos mesmo, dou o braço a torcer, que que tem? Então um dia, passando pela loja só dedicada a coisinhas de beleza da marca no shopping Iguatemi, decidi entrar e comprar um vidrinho e seja o que deus quiser do meu cartão. E aí fui ao salão no fim de semana seguinte e passei, ó:

A foto tá linda desse jeito porque foi tirada do celular. Mas a cor é exatamente essa!

Esse é o Riva. Gatinho? Sim. Mas nosso amor está abalado. Ele é raliiiiinho. Precisa de três – sim, eu disse três – camadas pra cobrir mais ou menos – sim, eu disse mais ou menos. Assim, você passa três camadas e ainda vê o branco da unha. Mas aí chega, né, é da fórmula do esmalte ser assim, superemos. Vamos nos apegar ao fato de que a cor é linda.

Então aí outro dia eu descobri o salão Lilac Nails, uma fofura que fica a duas quadras do trabalho. Onde, segundo me diziam, havia vidrinhos de diversas marcas-desejo, inclusive o amado idolatrado Black Pearl – que me deixou em dúvida na hora da compra-maluca. Fui lá. Pintei.

Agora sim, Chanel! Além de lindo, ele fica perfeito com duas camadas singelas. E assim, não é só um esmalte, é todo um conceito, todo um mistério acontecendo nas suas unhas. É preto? É verde? É cintilante? É metálico? Uau.* (Bem verdade que eu fiz a unha na sexta e hoje, segunda, já tá bem descascado. Bem verdade número 2 que descascou depois que eu saí de uma hora dentro da piscina.)

Enfim. Pras esmaltólatras de plantão que moram em São Paulo, corre lá, fica na Rua Leopoldo Couto de Magalhães Jr., 187, tel. 3078-7970

* Ou sei lá, vai ver isso tudo é meu inconsciente tentando justificar o preço do esmalte. Pode ser, não duvidem de nada, gente.
**Também passei o Pêche Nacrée nos pés (mesma coleção do Black Pearl, a “Les Perles de Chanel”), mas vou poupá-los dessa foto.

Nesse tempo que eu fiquei sem postar deu pra acumular bastaaaante esmalte, né? Mas vou mostrar só um de cada vez, porque não quero gastar a paciência de todo mundo! Vai faltar meu favorito, que não fotografei mas que está loucamente disseminado e fotografado por aí, o Na Mira 3D, da Impala (coisa linda de meudeus!).

O primeiro foi essa inglesinha, com uma combinação que eu acho, pasmem, clássica e linda: vermelho e rosa. (Sem contar que é uma forma discreta de colocar duas cores na francesinha sem chocar muito, já que é quase ton sur ton, né?) São duas cores muito parecidas, e me surpreende a gente não pensar mais vezes em colocá-las juntas:

Usei o Maria Flor, da Impala, com o Rosa Colonial, da Colorama, na ponta.

O que vocês acham? Usariam?

O salão em que eu vou recebeu uma leva de esmaltes da Orly e está com vários lançamentos da marca por lá. Como tem uma coleção, a Cosmic FX, que, segundo a marca, “tem brilho multidimensional”, graças a uma tecnologia que eles chamam de “Mineral FX”, minha manicure veio correndo me mostrar, porque né. Ela sabe a cliente peruinha que tem.

Escolhi a cor Galaxy Girl. Ela tem uma base vinho, meio arroxeada, com brilhos verdes-azulados (oi?). É meio difícil de fotografar, então, dá pra clicar aqui pra uma foto mais “realista”. Por cima, passei o top coat Magnifique. Imediatamente depois da aplicação já comecei a amar a cor; é um brilho indescritível, eu em especial nunca tinha experimentado um esmalte parecido. Mas preciso dizer que, não sei por que, nos dias seguintes senti que o brilho ficou um pouco esmaecido. Mas continuou lindo! Pena que descascou depois de tipo dois dias – mas isso é o tipo de coisa que não me faz desgostar de um esmalte, porque varia de pessoa para pessoa.

Vale dizer que esse esmalte é hiper brilhante, mas não chega a ser holográfico. É o que podemos chamar de duochrome. Ah! E ele é quase idêntico ao Formidable, da M.A.C (coleção Venomous Villain), que várias meninas andaram procurando por aí mas que, como nem veio pro Brasil e esgotou rápido lá fora, foi bem difícil de achar.

E a última dica é: a coleção Cosmic FX toda é bem linda. No Temptalia tem fotos de todas as cores, corre lá! O próximo que eu vou experimentar é o Space Cadet!

 

Primeiro, uma correção: esse era o esmalte que eu tava usando, pro Natal. Mas acontece que eu não fiz a unha ainda em 2011, então quis mostrar esse, que é um dos queridinhos da minha coleção.

Comprei faz mais ou menos um mês e meio, com a Andrea, da Fricotes e Detalhes. Ele é importado, e não vende no Brasil – logo, foi caro. A justificativa era que eu não tinha um esmalte com glitter de verdade pra chamar de meu e, bom, esse é tão lindo… (Dá pra ver melhor aqui do que na minha foto.)

Ele é basicamente glitter. Ou seja: você é perua? Com-pre. Você é discreta? Passe muito longe. Os brilhos são bem grandes, meio verdes, meio azuis, com base azul. Mas essa base azul dele não cobre nadica de nada. Daí que decidi passar, por baixo, como base, o Valquíria, da Hits (coleção Ti-ti-ti), que é um preto com microbrilhinhos azulados (que nem aparecem na unha). Uma camada do Valquíria e duas do Across The Universe deram aquilo ali em cima. E descascaram beeem rápido, na verdade, então a foto já tá meio uó, dá pra ver?

Pra tirar foi meio drama, porque o algodão gruda no glitter, em vez de remover. Mas nada que um pouco de paciência não resolva.

Os esmaltes que escolhi usar nesta semana não são novidade. A novidade é, na verdade, a junção deles: está rolando por aí uma corrente que defende não usar um esmalte colorido na mão e neutro no pé, ou vice-versa, e sim colorido nos dois. E né. Por que não?

Pensando nisso, decidi usar o Wink*, da Illamasqua, e o Militar, da Colorama. Veja que, ainda assim, não são duas cores berrantes – mas talvez sejam duas cores que, de primeira, a gente não pensaria em combinar.

A Vogue de novembro tem algumas sugestões bem boas. Entre elas, o Rain Polish, que eu mostrei na semana passada, combinado com um vermelho. E as meninas do Coisas de Diva também sugeriram combinações bacanas e inovadoras. Bora tentar?

Com flash (estourada, dá pra ver bem o fundo azul) e sem flash, mais fiel porém escura

Primeiro, uma declaração: a-do-ro os nomes dos esmaltes da Eyeko. Tipo “Cosmic Polish”, “Vintage Polish”, “Nude Polish” etc. Eles meio que descrevem a cor mas são engraçadinhos. Enfim, acho fofo.

Falei aqui que chegou Eyeko no Brasil, na Drogaria Iguatemi e Sacks, né? Então, quando fui lá na Iguatemi, comprei alguns vidrinhos. E, na dúvida de qual escolher, olhei pro céu (oi pra quem mora em São Paulo e a-do-ra que não para de chover todos os dias) e fui com essa cor, o Rain Polish (te juro por deus que foi assim que eu escolhi! Hahahaha!).

No vidrinho diz que é uma cor “elegante”. Sei lá se é elegante, entende, eu acho ela meio fofinha, e tá naquela vibe azul que vocês sabem que eu adoro.

Ele é bem cremoso, e na primeira camada achei que ia manchar. Mas na segunda, já cobriu e ficou perfeito (mas é bem verdade que contei com a expertise de Ana, a super manicure do Itaim Bibi!). Está durando, até agora, super bem. Hoje, no quarto dia, só decidi passar uma cobertura transformadora do brilho (Reflexos Azulados) da Colorama, só pra mudar um pouquinho, mas ele não tinha lascado nada. Mais do que isso não poderei dizer, porque amanhã já troco de novo a cor!

As outras cores da Eyeko:

Ah, sim: Cada vidrinho está custando R$22,90 na Drogaria Iguatemi, ou R$24,90 na Sacks!


Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 17 outros seguidores

Atualizações Twitter