Beleza exterior

Archive for janeiro 2011

Nunca pensei que fosse dizer isso (visto esse post, que explica bem meu problema com a tendência das barrigas de fora), mas achei uma forma que, em minha opinião, é adequada e bem fresh para quem quer adotar a tal barriguinha (inha mesmo, hein!) de fora.

E quem mostrou pra gente foi a Leighton Meester (aka Blair Waldorf), no tapete vermelho do filme The Roommate. Para eventos formais, porém descontraídos – como era o caso –, acho perfeito. O vestido Michael Kors que ela escolheu tinha um recorte bem discreto, que na verdade acabou acentuando mais o corte e o caimento do que a barriga sarada. E a mistura do couro em cima com o tecido bem fluido embaixo ficou incrível, hein?

Leighton Meester, sua linda!

E quem fez o contrário disso foi Camilla Belle, com um look by Jason Wu. Também no tapete vermelho (na premiére de From Prada to Nada), ela escolheu uma combinação que deixou toda a atenção exatamente na barriga (que, diga-se de passagem, gata, me dá vontade de redobrar as aulas de pilates!). Mas achei que nada aqui funcionou: barriga demais à mostra, corte reto demais, terno careta demais pra um top muito ousado. Sei lá. Me deixou nervosa.

Camilla, sei lá. Te adoro, mas não. N-ã-o.

E vocês, o que acham? Quem ganha no quesito abdômen-tendência?

*Fotos: Reprodução

 

Quero começar declarando que, na minha opinião e experiência, se maquiar no calor que anda fazendo (pelo menos em São Paulo, que eu sou bairrista e só sei daqui!) é uma batalha perdida. Maaaas isso não significa que não se deva tentar, né? Separei, então, o pequeno arsenal que considero básico para esses dias escaldantes demais.

Rosto*

Antes de começar, vale investir em um primer (ou pré-base). Várias meninas dizem não sentir diferença usando; mas acho que ele deixa a pele mais sequinha, pelo menos na hora e, pelo sim, pelo não, digamos que ajuda a segurar a maquiagem pelo menos um tiquinho a mais. Pode espalhar com o dedo no rosto todo.

Magix, Avon; Prep+Prime, M.A.C; Pore Minimizer Instant Corrector, Clinique

Daí, não adianta passar uma super base pesada querendo cobrir tudo porque, na hora de sair no sol ela vai começar a derreter mesmo! Então minha opção, por exemplo, é escolher uma bem líquida e levinha e passar com os dedos mesmo – igual se estivesse usando um hidratante, sabe? Aí, fica uma camada bem fina, menos provável de derreter! Aliás, os hidratantes com cor também são ótima opção para esses dias!

Revlon Colorstay; Base líquida L'Acqua di Fiori

Corretivo, para mim, é básico. Daí, costumo optar pelos cremosos, que duram mais. E assento com um pouco de pó por cima (mas tenho que retocar sempre tipo depois do almoço, não tem muito jeito!)

Corretivo cremoso Duda Molinos; Studio Sculpt, M.A.C; Pro Longwear Concealer, M.A.C

Costumo optar por blushes cremosos, que têm uma duração maior que os em pó. E, se quiser mais cor e mais duração ainda, uma camada (pouco, pelamordedeus) de blush em pó da mesma cor em cima. Fica no lugar até o fim do dia!

Maybelline Dream Mousse Blush; Blush Cream, Vult; Blushcreme, M.A.C

Se a sua pele não for oleosa, eu até pularia essa parte do . Mas se for que nem a minha, é bom dar aquele tapa final na maquiagem da pele usando pó pelo menos na zona T.

Mineralize Skinfinish Natural, M.A.C; Maybelline Dream Matte Powder

Olhos

Eu sei que você ama, mas nem adianta se esmerar esfumando um monte de cor de sombra, porque né. Vai sair durante o dia, vai derreter, vai craquelar… Depois não reclama comigo! Então, minha opção para colorir os olhos são os lápis coloridos – de preferência os bem duradouros! Na linha d’água, vou de bege e, à noite, delineador (à prova d’água, of course).

Eyeko Line&Shine; Le Crayon Khôl Waterproof, Lâncome; 24/7 Glide-On Eye Pencil, Urban Decay

Boca

Aqui sim acho que dá pra se jogar! Porque batom, com algumas exceções, não derrete, né? Então, já que você foi básica no resto do make, pode usar um batom de cor forte. Aposte mesmo em laranja, pink, coral… Não tem muito erro!

Batom B Side; M.A.C Lipstick, cor Morange; Batom Matte Vult

Durante o dia

Porque né, você fez tudo certinho, mas sua pele vai brilhar (pelo menos se você for que nem eu e a maioria das brasileiras!). Então, tem dois recursos pra apelar durante o dia: as folhas antibrilho e o pó matificante. Eles garantem que você fique digna por mais tempo.

Clean&Clear Deep Action Folhas Anti-Brilho; Blot Pressed, M.A.C

*Estou supondo aqui que todo mundo já fez o combo lavar+tonificar+hidratar+protetor solar bem alto, tá?

O salão em que eu vou recebeu uma leva de esmaltes da Orly e está com vários lançamentos da marca por lá. Como tem uma coleção, a Cosmic FX, que, segundo a marca, “tem brilho multidimensional”, graças a uma tecnologia que eles chamam de “Mineral FX”, minha manicure veio correndo me mostrar, porque né. Ela sabe a cliente peruinha que tem.

Escolhi a cor Galaxy Girl. Ela tem uma base vinho, meio arroxeada, com brilhos verdes-azulados (oi?). É meio difícil de fotografar, então, dá pra clicar aqui pra uma foto mais “realista”. Por cima, passei o top coat Magnifique. Imediatamente depois da aplicação já comecei a amar a cor; é um brilho indescritível, eu em especial nunca tinha experimentado um esmalte parecido. Mas preciso dizer que, não sei por que, nos dias seguintes senti que o brilho ficou um pouco esmaecido. Mas continuou lindo! Pena que descascou depois de tipo dois dias – mas isso é o tipo de coisa que não me faz desgostar de um esmalte, porque varia de pessoa para pessoa.

Vale dizer que esse esmalte é hiper brilhante, mas não chega a ser holográfico. É o que podemos chamar de duochrome. Ah! E ele é quase idêntico ao Formidable, da M.A.C (coleção Venomous Villain), que várias meninas andaram procurando por aí mas que, como nem veio pro Brasil e esgotou rápido lá fora, foi bem difícil de achar.

E a última dica é: a coleção Cosmic FX toda é bem linda. No Temptalia tem fotos de todas as cores, corre lá! O próximo que eu vou experimentar é o Space Cadet!

 

Aham, ninguém aguenta mais falar de Fashion Rio e semana de moda, né? Mas tá só começando, gente! Então eu demorei, mas finalmente consegui escolher meus favoritos. Não são muitos, são só os favoritos meeeesmo, aqueles looks de beleza que eu acho que funcionaram na passarela e que servem, também, como inspiração pra vida real. Querem ver?

Primeiro, começando pela Alessa. A marca é irreverente, e seguiu essa linha na beleza: provou que “olho tudo” pode ter “boca tudo” também. Né? Eu gosto, pelo menos pra desfile. A Filhas de Gaia usou o truque do lápis branco, em contraste com o delineado colorido embaixo, uma ideia bem fresh. E o coque é bem chique e lindo.

As modelos da Barbara Bella, uma grife mineira que estreou nessa temporada no Fashion Business, ficaram incríveis com muuuuito iluminador, por cima de um blush rosado (o Prism, da MAC, vi na Vogue!). Amo esse efeito pra passarela! E amo o olho pretíssimo borrado. E a Mara Mac fez a trança mais incrível que vi nesse ano: dividida em duas, com o cabelo meio “trespassado” em cima… Muito muito linda, tipo pra ficar uau e nunca conseguir fazer igual.

A Giulia Borges também fez um look bem fresco e novo: misturinha de cores inusitada (verde e roxo), que deu certíssimo e ficou linda! Mais colorido no Walter Rodrigues, que apostou no batom vermelho (não foi só ele não, teve um monte de desfiles!), acertadamente deixando o olho mais apagadinho – pode copiar direto pra vida real.

A Acquastudio apostou no gliiiitter, muito glitter, com aquele esfumado preto marcado no olho todo que a gente ama. E a Nica Kessler, pra terminar, entrou na minha lista de favoritos pelo uso de postiços em cima e embaixo, bem lindinho, e sombra prata/ouro-velho/grafite esfumadas.

E aí, qual é o favorito de vocês?

*Fotos: Reprodução

Bom, a dica de hoje é meio rápida, porque é sobre um tema que não tem lá muuuuito o que dizer: demaquilante. Vocês já são lindas, já são gatas, já são craques em se maquiar, certo? (em coro: siiiiimmmm!) Mas não adianta na-da se o seu demaquilante for uma porcaria e na hora de tirar toda a arte que você fez ele deixar um monte de resíduos no seu rosto. Porque daí o resultado vai ser que você vai ficar com os poros entupidos e a pele uó, e pele uó não tem base que resolva.

Enfim. Tem um demaquilante que é tipo assim hit entre as entendidas do assunto (leia-se modelos, blogueiras, maquiadores etc.): o Bioderma Créaline H20. Então, né. Fui atrás. Encomendei na Cosme-de e olha. Não me arrependi.

Por que ele é tão incrível: é à base de água, e parece, de fato, que só tem água. Mas aí você passa o algodão na pele e de repente sai tudo! Tira muito bem rímel (inclusive, eu acho, melhor que o Bi-facil, da Lâncome, que é bifásico, ou seja, oleoso, inclusive), base, tudo, tudo. Dois algodões e prontinho, tudo tirado. E agora o melhor de tudo: a pele fica super macia depois.

Pelas resenhas que li, ele é ótimo para peles sensíveis e, apesar de não ser meu caso, ele não arde nada a área dos olhos, o que é um ótimo sinal.

Vale dizer que uso máscaras resistentes, mas poucas à prova d’água – quando é o caso, são aquelas com tecnologia “tubo”, que sai na água quente, então tiro lavando. Mas acho que ele deve funcionar com elas também. Porque eu uso esses lápis de olho aqui, e eles saem que é uma beleza. Vale testar!

 

Para o primeiro look da semana de 2011, adotei uma tendência que amei nas passarelas da última temporada, e que vou continuar usando até enjoar. E sei que várias de vocês podem achar esquisito à primeira olhada. É o color blocking.

A tendência consiste basicamente em… bom, blocar cores, como diz o próprio nome, né? E, melhor do que eu explicar demais, é mostrar uma foto de um color blocking bem ousado e que deu super certo: o da Gucci, na Semana de Moda de Milão, em setembro de 2010.

A mistura dá certo tanto com cores pastel quanto com tons mais fortes. Se quiser completar com peças neutras, uma boa dica é escolher neutros “coloridos”, como o azul marinho, o cinza… Nada de preto nessa hora! E a ideia é mesmo misturar cores que você, inicialmente, não colocaria juntas. No meu caso, o amarelo com o magenta, mais azul marinho e azul claro no acessório.

Minha versão, então, ficou assim:

E, last but not least, a tendência da bolsa box, inspirada na Céline Classic Box, que veio pra ficar e deve durar, eu aposto, pelo menos, mais algumas estações. É chique, prática e, se for colorida, pode ficar bem descontraída.

Casaqueto: Zara; Camiseta: Zara; Shorts: Maria Bonita Extra para C&A; Sapato: Corello; Bolsa: 284

A mais nova vítima do pó translúcido foi a linda Eva Longoria. Cês duvidam? Ó:

Quer dizer. Gente. Pó translúcido É bacana. Gente, eu juro que É um produto bom. Mas cara. Já diz a sabe-tudo Marina Smith: tem que esfumar. Assim: você passa. Quando você achar que esfumou e tá linda, vai lá e esfuma mais um pouquinho. E daí tira um montão de foto com flash pra saber se não ficou branca e uó, tá bom? Tão tá. Vamos fazer assim agora.

(Vou contar que eu mesma comprei um pó desses, HD, tudo de ótimo, da Make Up Forever, e nos primeiros usos me dei super mal e tive que passar uma meia hora esfumando. Sem brincadeira.)

Update (bem pedido pela Karminha, nos comentários!): meninas, pra quem ainda quer saber, o pó translúcido não serve apenas para te deixar com essa cara de cheiradora de cocaína, não. Ele serve pra finalizar a maquiagem, deixando a pele com aparência e toque aveludado, e ajudando também a segurar tudo no lugar. Por isso mesmo, ele pode ser um super aliado. Se você lembrar de esfumar.


Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 17 outros seguidores

Atualizações Twitter